Criação de serviços na América Latina

Gerenciar a rede e criar novos serviços de forma mais eficiente é possível

As operadoras de redes de telecomunicações demandam poder gerenciar suas redes e lançar novos serviços de forma muito mais eficiente e segura para garantir que seus próprios clientes possam mover seus “pacotes” de dados de um local a outro com totais garantias e a custos competitivos. Se os clientes das operadores estão sempre na nuvem, por que não deveriam elas estar também?

Benvindos a mudança total do paradigma: a cloudificação da rede.

SERVIÇOS

A capacidade para criar novos serviços que cumpram com as expectativas dos clientes das operadoras é fundamental para sua posição competitiva

AGILIDADE

A agilidade para criar novos serviços para satisfazer a demanda dinamica dos clientes é um fator fundamental para as operadores de telecomunicações

MONETIZAÇÃO

A monetização é uma das grandes preocupações das operadores. Hoje já é possível ser mais eficiente e  encontrar novas vias de monetização

PERSONALIZAÇÃO

Os clientes estão demandando serviços sob medida. Novas tecnologias e a chegada da nuvem permitem às  operadores oferece-los de forma eficiente

Siga o caminho do sucesso da transformação com a ajuda de um parceiro estratégico

Fale com um especialista da Juniper Networks sobre seu projeto. Clique aquí!

WEBINAR

Implementando SD-WAN como um serviço: Principais Considerações e Estratégias

DISPONÍVEL ON-DEMAND

A tecnologia SD-WAN oferece às empresas uma alternativa de baixo custo, programável e com evolução quando comparada ao Multiprotocol Label Switching (MPLS). Para os provedores de serviços de comunicações (CSPs), a SD-WAN oferece a oportunidade de segmentar ofertas diferenciadas de serviços para o mercado, com grandes vantagens. Por ser ainda uma tecnologia emergente, a Juniper Networks encomendou uma pesquisa para a Light Reading/Heavy Reading para colaborar no entendimento dos aspectos tecnológicos e de negócios relacionados a essa tecnologia.

Durante o webinar moderado por Jim Hodges, Principal Analyst de Cloud e Segurança da Heavy Reading, os executivos da Juniper Netowrks, Tony Sarathchandra e David Noguer Bau, irão analisar o resultado dessa pesquisa. Será possível conhecer os fatores de negócios e técnicos que impulsionam a adoção por essa nova tecnologia assim como, os motivos que a estão tornando tecnologia cada vez mais importante. Sob a ótica da implementação de novos serviços SD-WAN, serão identificadas as estratégias-chave a considerar passando por segurança, orquestração, integração com a tecnologia MPLS, gerenciamento de rede e sua vinculação com os requisitos do cliente para garantir uma bem sucedida implementaçao. Na segunda parte, os especialistas da Juniper irão aprofundar suas avaliações e responderão como a Juniper está apta a garantir o atendimento dos requisitos identificados na pesquisa.

WEBINAR

Entendendo SD-WAN para criar soluções competitivas e lançar novos serviços com agilidade e lucratividade

DISPONÍVEL ON-DEMAND

SD-WAN está emergindo no setor de telecomunicações como um serviço, visto por alguns como uma grande oportunidade e, por outros, como uma nova ameaça para os negócios existentes. Possivelmente, sob o ponto de vista das operadoras de telecomunicações, SD-WAN é considerada como uma ameaça para seu negócio tradicional MPLS. Sem dúvida, um bom entendimento de SD-WAN pode fazer com que as operadoras percebem que SD-WAN pode ser uma aliada para seus serviços existentes e, que as maiores ameaças que se podem supor, seriam a entrada de novos players de mercado com suas ofertas de SD-WAN e as próprias operadoras chegando tarde a essa nova oportunidade.

Por isso, é fundamental entender bem o que é SD-WAN, quais os modelos de utilização e casos de negócios associados, seus tipos de implementação e requisitos essenciais para qualquer solução SD-WAN.

É exatamente isso que abordaremos neste webinar, que vem acompanhado de uma explicação precisa sobre as soluções da Juniper Networks, seus principais pilares – arquitetura, componentes, segurança e orquestração – e também uma demonstração de sua utilização.

Se SD-WAN está em sua agenda ou nas discussões internas de sua organização, este webinar é uma excelente oportunidade para entender melhor suas implicações, desafios e oportunidades.

WHITE PAPER

SD-WAN para Provedores de Serviço: Ameaça ou Oportunidade?

Os provedores de serviços enfrentam um cenário em mudança em relação às tendências de mercado que afetam as WANs. Novas opções competitivas estão reduzindo as receitas de MPLS. Essa depreciação dos preços já está começando a aparecer em taxas de crescimento negativas para MPLS VPN na Europa este ano, com a América do Norte seguindo a mesma tendência até 2018.

WHITE PAPER

SD-WAN: Estratégias de Implementação e Diferenciação nas Camadas

Um dos resultados claros associados à comercialização da virtualização de funções de rede (NFV) é que a adoção de técnicas avançadas de software virtualizado inaugurará uma nova era de inovação de serviços programáveis. Como a NFV e a nuvem cuidam de todas as camadas da rede, o impacto será profundo, como ilustrado pelos muitos casos de uso relevantes vistos nos últimos anos.

WHITE PAPER

Guia SD-WAN para que as operadoras possam atender às PMEs

Tanto médias como pequenas empresas (PMEs) passam por uma maior pressão do mercado para operar na velocidade da luz, estimulando a ordem de inovar e adaptar-se com regularidade. Tomar decisões tecnológicas adequadas tem um papel importante nos resultados.
Esses fatores estão fazendo com que empresas de todos os tamanhos reflitam sobre as escolhas de seus processos, soluções e fornecedores.

PATROCINADO POR:

O camino para o “Self-Driving Network”

As operadoras de telecomunicações necessitam implementar redes inteligentes e eficientes que lhes permita seguir gerenciando o crescente tráfego de dados. Usuários, cada vez conectam mais dispositivos às redes, e, em breve, segundo estimativas de algumas consultorias, com a chegada do IoT, existirá no mundo uma média de 12 conexões por pessoa.

Como poderão as operadoras sustentar essa demanda por tráfego de dados?

Benvindos ao “Self-Driving Network”

PREDITIVA

Para que a rede seja capaz de antecipar-se a padrões de uso e estar sempre preparada para atender a demanda

ADAPTÁVEL

Para que a rede das operadoras possa responder facilmente às mudanças de demandas do mercado

EFICIENTE

A capacidade da rede para escalar de forma eficiente possibilitando oferecer a operadora, economias em sua gestão (OPEX)

OTIMIZADA

Para que as operadoras contem com uma rede otimizada para oferecer a melhor qualidade de experiencia a seus usuarios

Siga o caminho do sucesso da transformação com a ajuda de um parceiro estratégico

Fale com um especialista da Juniper Networks sobre seu projeto. Clique aquí!

WEBINAR

Superando as barreiras da automatização com "Self-Driving Network": tecnologia, cultura e processos

A automatização é uma das tendências da moda no setor de telecomunicações. Sem dúvida, a automatização de tarefas não apenas requer codificação  e programação, mas também implica na identificação e categorização dos obstáculos nos 3 pilares principais: tecnologias utilizadas, cultura organizacional e processos. Uma vez que as operadoras tenham definidos tais obstáculos, vale a pena dedicar-se ao planejamento detalhado e delinear os resultados que pretendem obter e seu ciclo de vida.

Esta apresentação nos levará através das pautas mais relevantes, aprendidas com as primeiras operadoras que adotaram a automatização, assim como uma série de definições que poderão facilitar a vida das operadoras durante o processo de automatização e seu futuro, uma vez implementado.

WHITE PAPER

Preparando o sistema operativo Junos para o futuro

Há 20 anos, a introdução do Junos OS, por parte da Juniper Networks, supôs uma disrupção sem precedentes, já que permitia a separação, de forma transparente, entre os planos de dados e de controle.

Agora, que o setor de telecomunicações enfrenta desafios relacionados com o crescimento exponencial do tráfego, a chegada de novos serviços e dispositivos que acessam a rede, criando, definitivamente, uma maior complexidade, as operadoras não podem permitir-se não contar com um sistema OS que se possa adaptar às necessidades de seus clientes.

WHITE PAPER

A rede de telecomunicações autônoma

O desenvolvimento de carros sem motorista é um dos claros exemplos relacionados à inovação da indústria de telecomunicações que tem implicações que vão muito além do próprio carro. Para que estes  possam rodar sem motorista, de forma segura e eficiente, precisaremos ter redes que também sejam  gerenciadas e operadas de forma autônoma. Sem dúvida, existem grandes paralelos entre a indústria automobilística e os desenvolvimentos atuais das redes de telecomunicações que moldarão seu futuro. Esse paralelismo é muito útil para entendermos como serão desenvolvidas as redes de telecomunicações autônomas.

Para desenvolver essas redes do futuro, as operadoras terão que pensar muito além de seu plano de rota tecnológico e incorporar à  sua análise considerações relacionadas com as forças econômicas que pressionam a indústria das telecomunicações e as  relações  humanas mais importantes que as redes autônomas podem introduzir na sociedade. A disrupção de uma tecnologia não vem sozinha, mas sim por uma confluência dos três fatores aqui mencionados.

PATROCINADO POR: